Oi Queridos! Sejam Bem Vindas (os) ao Blog "ARTE E ARTEIROS"- FAZENDO ARTE NA ESCOLA E NA VIDA!! Espero que gostem de cada pedacinho dele, pois é feito com muito carinho pra vocês.
Estarei sempre que possível, postando meus trabalhos, ideias, sugestões, comentários,passo a passos, etc... de vários tipos de arteirices que eu faço sozinha, com meus arteiros, ou as que encontro nas minhas andanças pelo mundo real e virtual! Espero que elas possam ajudá-los de alguma forma!
Após ler as postagens, deixem seus comentários, sugestões, etc..., para que possamos assim trocar ideias e com isso enriquecermos cada vez mais nosso trabalho!!
Espero, juntamente com vocês, fazer parte deste grupo de pessoas que acreditam na arte como forma de educar, e na educação como a única forma de transformarmos o mundo num lugar melhor!!!
Use e abuse deste cantinho, só não esquecendo de colocar os créditos devidos no caso de cópia! Falando em cópia, postarei muita coisa do meu arquivo pessoal de coisas lindas que garimpo na net e muitos não si a procedência, caso seja seu, me avise para que eu possa dar os devidos créditos.
Fiquem com Deus e divirtam-se! Bjos

3 de mar de 2010

"DIA DO FUZILEIRO NAVAL"




Força integrante da Marinha, os fuzileiros navais são responsáveis pela segurança dos interesses navais do país. Eles são treinados para o combate e posicionamento tático tanto na água como na terra. Por isso, também são chamados de "anfíbios".

As primeiras tropas de soldados marinheiros - a Brigada Real da Marinha de Portugal - vieram para o Brasil em 1808, junto com a família real portuguesa, que fugia de Portugal. Ao longo da história, foram recebendo vários nomes até que, a partir de 1932, foi mantido o nome de Corpo de Fuzileiros Navais.

Houve alguns episódios na história em que sua participação se fez necessária: as batalhas na Guiana FranForça integrante da Marinha, os fuzileiros navais são responsáveis pela segurança dos interesses navais do país. Eles são treinados para o combate e posicionamento tático tanto na água como na terra. Por isso, também são chamados de "anfíbios".

As primeiras tropas de soldados marinheiros - a Brigada Real da Marinha de Portugal - vieram para o Brasil em 1808, junto com a família real portuguesa, que fugia de Portugal. Ao longo da história, foram recebendo vários nomes até que, a partir de 1932, foi mantido o nome de Corpo de Fuzileiros Navais.

cesa, que garantiram para o Brasil o estado do Amapá; as lutas para consolidar a Independência e República; as campanhas do Prata e a Segunda Guerra Mundial. Os fuzileiros navais ajudaram, recentemente, as Organizações das Nações Unidas (ONU) em El Salvador, Moçambique, Honduras, Bósnia, Ruanda, Peru e Equador, bem como ainda estão presentes no Timor Leste, na Libéria, na Costa do Marfim e na missão de paz no Haiti.

Embora o Brasil seja um país pacífico, precisa de uma tropa capaz de agir com rapidez diante de qualquer emergência. O Corpo de Fuzileiros Navais ganha especial importância em razão da grande extensão do nosso litoral e das redes hidrográficas.

Para se tornar um fuzileiro naval, o candidato precisa ter boa resistência física. Os treinamentos são rigorosos e extensos. O bom desempenho nas atividades físicas conta como ponto para a ascensão na carreira. A conduta dos candidatos também é um critério de promoção e de participação em cursos e especializações. O candidato fuzileiro precisa, portanto, ter um bom histórico profissional e moral.

O lema do Corpo de Fuzileiros Navais é "Ad sumus", que significa "Estamos presentes" ou "Aqui estamos". Reflete o compromisso de cada fuzileiro de estar sempre a postos, preparado para proteger a segurança, o patrimônio e a integridade da Nação.

Fonte: www.paulinas.org.br

Nenhum comentário: